História

A Guerra do Peloponeso

A Guerra do Peloponeso de uma vez ou outra é tema de questão do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) ou, então, de alguns concursos. Estamos trabalhando aqui uma questão histórica que aconteceu em um período anterior ao nascimento de Cristo.

O leitor deve antes compreender que uma guerra é um conflito entre duas ou nações. Porém, não está limitado ao conceito de nação, pois a mesma pode ser entre dois povos, clãs, cidades ou estados.

Por sua vez, quando nós falamos de Guerra do Peloponeso, nós nos referimos a um conflito militar, sendo este conflito militar realizado por duas cidades-estados da Grécia Antiga, a saber, a cidade-estado de Atenas e a cidade-estado de Esparta.

Esse conflito militar entre as cidades-estados de Atenas e Esparta ocorreu entre os anos de 431 e 404 antes de cristo. Por conseguinte, esta guerra no qual estamos trabalhando foi relatada detalhadamente por dois historiadores da Grécia Antiga, são eles: Xenofonte e Tucídides.

Para tornar esta postagem mais palpável o leitor deve compreender que existiam algumas diferenças entre as cidades-estados supracitadas. Afinal, Esparta estava mais voltada para o militarismo, sendo que Atenas estava mais voltada para o centro político e cultural do período.

Contudo, não podemos deixar de destacar que esta guerra também envolveu outras cidades-estados da Grécia Antiga, isso porque Atenas e Esparta tiveram cidades-estados aliadas nesta guerra.

Essa guerra teve o nome de Peloponeso devido à formação de duas ligas, ou seja, a “Liga de Delos” e a “Liga do Peloponeso”. Cada uma das cidades-estados pertencia a uma das ligas. Logo, Atenas correspondia a “Liga de Delos”, era a cidade-estado principal da época, sendo a cidade-estado de Esparta correspondida pela “Liga do Peloponeso”.

No que consiste as ligas supracitadas e suas alianças, podemos destacar que a cidade-estado de Esparta teve como aliadas as cidades-estados de Corinto, Tebas e Mégara. Enquanto a cidade-estado de Atenas tinha como aliadas as cidades-estados de Platéia e Ática.

Todo este conflito ocorreu por questões políticas. Afinal, Atenas tinha se desenvolvido bastante e se tornado a cidade-estado mais rica da Grécia Antiga. Por sua vez, o sistema democrático de Atenas estava sendo copiado por várias cidades-estados, o que desagradou às oligarquias tradicionais da cidade-estado de Esparta.

Depois de um logo conflito que durou anos, para ser mais especifico, a guerra durou 27 anos. Esparta vence Atenas e se torna a principal cidade-estado da Grécia Antiga. A Guerra do Peloponeso também é conhecida como Guerra Mundial da Antiga Grécia.

Principais líderes da guerra

– Liga de Delos: Arquídamo II, Lisandro e Brásidas

– Liga do Peloponeso: Péricles, Cléon, Nícias, Alcibíades e Demóstenes

 

Fontes:

Guerra do Peloponeso

Guerra do Peloponeso